quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Vai falta água?

Quem vê uma foto do planeta feita do espaço pode pensar que a água é algoque nunca vai faltar. Afinal, esse liquido incolor, insipido e inodoro, vital para a vida, ocupa mais de dois terços da superficie da Terra. Nada mais enganoso. A quantidade de água no planeta, de fato, não se altera. Mas só podemos usar uma gota desse manancial. Primeiro porque precisamos de água doce. E só 2,5% da água do mundo é doce. Dessa pequena parte, tire dois terços, confinados nas calots polares e no gelo eterno das montanhas. Do que sobrou, desconsidere a maior parte, escondida no subsolo. Resultado: a água pronta para beber e fácil de captar está nos rios e lagos, num total de 90 mil quilômetros cúbicos, ou 0,26% do estoque mundial. A população humana já soma mais de 6 bilhões de pessoas, e segue aumentando. Segundo a Organização das Nações Unidas - ONU, o crescimento do uso da água foi mais do que o dobro do aumento populacional no século passado. além disso, há o problema da distribuição: há muita água onde não mora ninguém, e pouca água saudável em áreas povoadas. Resultado: escassez. Segundo a ONU, 1,1 BILHÃO de pessoas, um sexto da população mundial, vivem sem água de boa qualidade. A qualidade da água é outro fator crucial. Nos paises em desenvolvimento, diz a ONU, até 90% do esgoto é lançado nas águas sem tratamento. Todos os anos, de 300 a 500 milhões de toneladas de metais pesados, solventes, produtos tóxicos e outros tipos de dejetos são jogados na água pelas indústrias. Mas apesar de ser um recurso tão frágil e escasso, a água ainda é muito desperdiçada. de toda água utilizada, 10% vai para o consumo humano, 20% fica com a industria e o restante, 70%, é utilizado na agricultura. No entanto, vazamento e desperdicio drenam cerca de 50% da água usada para beber e 60% da água de irrigação. Com a tecnologia disponível atualmente, a agricultura poderia reduzir sua taxa de uso em até50%, as indústrias em até 90% e as cidades em um terço sem prejudicar a produção economica ou a qualidade de vida. A ameaça de escassez é real, mas há tempo para evitá-la. É preciso estancar o desperdicio, recuperar as reservas poluídas, garantir aos mais pobres o acesso à água e investir em educação ambiental. Superinteressante, Abril, junho de 2003. (Texto Adaptado. "A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo." (Nelson Mandela)

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Polímeros sintéticos: utilidades e problemas

                         Como vimos, a possibilidade de ligação entre moléculas pode ser de grande utilidade na natureza. Mas também industrialmente essas ligações são importantes, por exemplo, na criação de polímeros artificiais ou sintéticos.
                          Damos o nome de polímeros (união de palavras gregas poli e mero, significando "muitas partes") às longas moléculas formadas pela ligação de muitas moléculas pequenas e iguais, os monômeros (união das palavras gregas mono e mero, significando "uma parte"). O plástico, as  resinas artificiais e as fibras sintéticas são exemplos de polímeros sintéticos.
                          A criação do plástico causou um grande transformação na vida humana não só pelas múltiplas utilidades desse material mas também porque alguns tipos de plástico (como o isopor) são responsáveis por grandes problemas ambientais. Em geral, quando descartados  (Em aterros ou lixões), levam muito tempo (cerca de 100 anos) para se decompor, acumulando-se na natureza. Também não podem ser levados para incineradores, pois a combustão de alguns tipos de plásticos  elimina gases altamente tóxico e até mesmo cancerígenos. Finalmente, embora a maior parte do plástico presente no lixo doméstico, como sacolas, copos descartáveis e garrafas, possa ser reciclada, existem plásticos que não podem ser reaproveitados dessa forma.    

Texto  extraído do Livro: Ciências & Educação Ambiental. 8ª série
Autor: Daniel Cruz.


"A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo." (Nelson Mandela)

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Utilização do livro didático integrado às tecnologias

 
IDENTIFICAÇÃO

Denominação do Projeto:

       Livro didático integrado às tecnologias.

Órgão Coordenador  e Órgão executor:

PNAE - E.E.M. Tancredo Neves  e  E.E.E. Marcilio Augusto Pinto

Elaboração e execução:

·        INEZ GARCIA MENDES;

·        MARIA MARTA PLACIÊ DOS SANTOS;

·        UDSON RODRIGUES.

Local: E.E.M. Tancredo neves  e  E.E.E. Marcilio Augusto Pinto

Período de realização do Projeto: meses – Abril de 2013.

JUSTIFICATIVA
                A introdução de novas tecnologias  na educação se faz necessário, como a educação tecnológica é conduzida por projetos, este trabalho possibilita a melhora e o desempenho do aluno em sala de aula. Ele pode ser aplicado  principalmente pelos professores de língua portuguesa. Sendo que, o critério de utilização das tecnologias se procede da mesma forma. Levando em consideração a situação econômica-social dos alunos,  onde  não possuem computadores nem internet em casa, devido a isso o interesse destes a referidos assuntos se torna de primordial importância. A integração livro didático-tecnologia torna-se atraente tanto para o  professor como para o aluno.  

OBJETIVO GERAL

Com a introdução de novas tecnologias no ensino integrado livro didático-tecnologias   o aluno é levado a se interessar mais pelos assuntos abordados em sala de aula, sendo que, através da internet ele terá a possibilidade de se utilizar de uma ferramenta diversificada de conteúdos à sua disposição.  O  professor deverá se utilizar de escolhas com base em sólidos princípios didáticos. Para que, dessa forma a pesquisa não se torne enfadonha e perca o foco em questão.
 

METODOLOGIA

Ao levar o aluno a pesquisar na STE sobre assuntos já debatidos em sala de aula, o professor  fortalece o aprendizado  reforçando  o conteúdo aplicado com base no livro didático utilizado no dia a dia. Esse critério é essencial para o aprendizado, pois leva o aluno a perceber seu desempenho sob uma ótica tecnológica do ensino.

RECURSOS HUMANOS

Os recursos humanos envolvidos neste Projeto são:

Alunos e

Professores: INEZ GARCIA MENDES, MARIA MARTA PLACIE DOS SANTOS, UDSON RODRIGUES.

Coordenação das respectivas escolas.

RECURSOS TECNOLOGICOS

·        Livro didático;

·        Computadores (STE);

·        Data show;

·        Máquina fotográfica.

AVALIAÇÃO

         O aluno desperta novas ideias e adquire consciência da importância das tecnologias como  reforço na aprendizagem.  O professor por sua vez se encontra  gratificado ao perceber o bom desempenho de sua clientela em sala de aula. As tecnologias devem ser aplicado com critérios educacional, com estratégias e direcionamento do ensino, para que, dessa forma não se perca o objetivo da pesquisa em questão.

 

Bibliografia:
http://www.eca.usp.br/moran/integracao.htm






"A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo." (Nelson Mandela)

terça-feira, 7 de maio de 2013

A quimica da vida ou bioquimica

Todos precisamos de uma dieta balanceada para nos manter saudáveis. Pequenas quantidades de muitos elementos são vitais para os processos químicos que acontecem no nosso corpo. Para corrigir deficiências alimentares, frequentes se acrescentam suplementos vitamínicos e minerais a gêneros alimentícios de primeira necessidade, como o pão, a margarina e o leite. É comum, por exemplo, o acréscimo de ferro a leites e iogurtes. Alimentos de origem marinha, como algas e peixes gordurosos, são ricas fontes de cálcio e iodo. Nozes e sementes também tem alto teor de cálcio, que garante a saúde dos ossos e dos dentes. Gema de ovo é boa fonte de enxofre, sódio e zinco. Além da presença necessária desses elementos, os organismo vivos e as células que os constituem são formados por água (cerca de 70%) e compostos de carbono para crescer; quando eles morrem e se decompõem, o carbono é reciclado de volta para a terra.
(Traduzido e adaptado de: Newmark, A. Chermistry. London, Dorling Kinderley, 1993)

segunda-feira, 4 de abril de 2011

As doença e as células

Não é só curiosidade que faz o cientista estudar a célula. O bom funcionamento de nosso organismo depende do bom funcionamento da célula e de suas estruturas.
Problemas nas mitocôndrias, por exemplo, podem provocar déficits de energia na célula, e as mais afetadas são justamente as células que consomem mais energia, como a célula muscular e a célula nervosa. Com isso, o funcionamento dos músculos e dos nervos é prejudica e podem surgir problemas cardíacos, falta de coordenação motora, fraqueza muscular, entre outros.



"A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo." (Nelson Mandela)

sábado, 8 de maio de 2010

A infância e a adolescência em tempos antigos

O ciclo biológico da espécie humana, ou seja, sucessão de fases da vida desde o nascimento até a morte, distingue-se de outros primatas. O nosso processo de desenvolvimento compreende etapas bem distintas, como infância e a adolescência.

Do ponto de vista biológico, é interessante refletir sobe como e quando sugiram a infância e a adolescência. Durante décadas, houve um intenso debate sobre se os hominídeos mais antigos teriam um ciclo biológico semelhante ao do chimpanzé ou se, pelo contrário, já haviam adquirido um padrão de desenvolvimento semelhante ao do ser humano atual.

Hoje se aceita que o Australopitecus tinham um ciclo biológico similar ao do chimpanzé. No entanto, permaceceu durante anos a incógnita de quando surgiu o padrão de desenvolvimento totalmente humano e como isse se relaciona a outras mudanças ocorridas durante a evolução.
A aparição de uma fase infantil pode ter surgido há quase 2 milhões de anos na linha evolutiva que conduz à nossa espécie. A infância é um período longo, que começa aos 2anos e termina quando se encerra o desenvolvimento cerebral, por volta dos 7 anos.
Esse período é essencial para que a criança, com seu cérebro em pleno desenvolvimento, obtenha uma considerável quantidade de informações das situações ao seu redor. Os pais, por sua vez, devem reservar uma grande quantidade de tempo e energia no cuidado de seus filhos. Isso pode parecer pouco vantajoso, mas essa crescente dedicação fez com que aumentasse a coesão social, fator essecial na sobrevivência de grupos.
A adolescência deve ter sugido há mais de 1 milhão de anos no Homo e representa uma grande transição à fase adulta, em que os indivíduos aprendem , entre outras coisas, a ser pais de fato.
Em definitivo, acredita-se que o gênero Homo tenha adquirido, há nada menos que 800 mil anos, as caracteristica presentes em um ciclo biológico tão longo e completo quanto o nosso.


Castro, José Maria Bermudez de & Rosas, Antônio. A infância primitiva.
Suplemento Mais!, p.11. Folha de S. Paulo, 18/04/1999. (Texto adaptado para fins didáticos.)

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Planejando uma atividade com hipertexto ou Internet.

Objetivo:
Incentivar os jovens a desenvolver e sensibilizar seus pais, amigos, vizinhos e parentes sobre a questão água.

O que o aluno poderá aprender com esta aula:
• Desenvolver a comunicação e a expressão através da internet;
• Como o homem altera o meio ambiente, provocando a mudança pelas próprias mãos;
• A origem da água, como se deu sua formação no planeta terra;
• O que o homem deve fazer para prevenir a falta d’agua no ambiente
• Reflexão sobre a utilização da água de maneira consciente e responsável.

Publico Alvo:
Alunos do Ensino Fundamental

Desenvolvimento:
O trabalho deverá ser desenvolvido em duplas. Ler textos retirados da internet e desenvolver um hipertexto com base nestes, para posterior utilização nos debates em sala de aula.

Ensino Fundamental
• Aula expositiva sobre o assunto, visita aos sites relacionados à água;
• Observar imagens de rios e lagos degradados;
• Confecção de cartazes relacionados ao assunto;
• Exposição dos trabalhos realizados em sala;

Pré-Requisitos:
Leitura interpretativa, criatividade, produção textual referente ao assunto.

Recursos a serem utilizados:
Computadores, Hipertexto, Internet, máquina fotográfica digital, vídeos, áudios, produção de textos, no Tux Paint ou Paint da Microsoft.

Avaliação:
Será feita durante toda a realização da atividade, acompanhando o desempenho, o envolvimento, o interesse e a participação nos debates. Será avaliada também a qualidade da apresentação e articulação dos dados pesquisados.

Professores:

Udson Rodrigues
Idenir Fae do Oliviera

Período de realização das etapas da Atividade:

27.10.09 a 16.11.09

Fonte: http://portaldoprofessor.mec.gov.br